PRIMEIRA CARTA AOS LEIGOS DA IELB

Irmãos leigos,

Esta é a primeira carta nossa dirigida a todos vocês, que na nossa contagem regressiva, é a última. A última como presidente nacional da LLLB e representante do grupo que ora começa a se despedir de todos como grupo diretivo. A última como representante perante a igreja de todos os leigos, reunidos numa organização auxiliar desta igreja. Estaremos logo adiante transmitindo este encargo a um novo grupo. O que fizemos neste período, o deixamos para quem prosseguirá no comando, tudo isto foi acompanhado nestes 24 meses e será recebido pela nova direção.

Nossa organização, que este ano completou 48 anos de criação, adaptou-se a muitas situações neste anos. Hoje estamos mais conscientes de nossa missão junto a IELB. Nosso projeto permanente, trabalho junto ao Seminário para auxiliar na formação de nossos pastores, cada vez mais nos mostra o leque de atividades e necessidades que estão nos desafiando para os próximos dias, meses e anos, não apenas a nossa gestão que hora termina, nem a quem estará logo assumindo por 24 meses, mas a todos nós leigos, agraciados por Deus com o perdão dos pecados e vida eterna, através da morte de Jesus. Precisamos, em associação com a assembleia de professores do Seminário, com a Direção da igreja e com todos, participar, opinar, agir em prol destes que logo, logo estarão em nossas comunidades, em nossas casas e cidades, trabalhando naquilo que foram vocacionadas e formados, nossos pastores. Precisamos parar, conversar, refletir para sempre e novamente direcionarmos nossas atividades e rumos de nosso projeto. Como liderança, e sempre procurando compreender nossa missão e participação, buscando estimular e incluir os leigos com participação, contribuindo com ideias e recursos, vejo hoje quão necessário é nós, leigos e braço forte da igreja, nos mobilizarmos e agirmos. A igreja, como detentora da missão de levar Cristo Para Todos, precisa sempre mais de pastores, para estes, juntamente com todos, trabalhar nesta grande comissão. Precisamos de pastores com formação doutrinária pura e verdadeira, e isto certamente temos, pela excelência de nossos professores atuantes nas cadeiras acadêmicas de nosso Seminário. Precisamos proporcionar esta continuação, que tenham todos as condições de manter e aperfeiçoar tal ensino. Mas precisamos mais, nós, que estamos lá nas congregações, onde estaremos recebendo tais missionários para trabalharmos em conjunto, precisamos participar deste preparo, ainda antes de saírem do seminário. Hoje temos nosso encontro anual com a turma que estará saindo para o estágio, mostrando o que nós, leigos, queremos que eles comecem a ter contato e conhecimento da realidade da vida de nosso povo, de suas necessidades e oportunidades de trabalho para esses. Mas achamos isto pouco, queremos mais, acrescentar a este currículo algumas outras informações para melhor formar. Nós, leigos e congregados, que atuamos lá na base, que acompanhamos o dia a dia de nossa comunidade, queremos apresentar esta realidade aos nossos seminaristas, debater com eles para que saibam e estejam preparados para seu ministério futuro. Queremos a participação também de nossos pastores que estão no trabalho “de campo”, e que com sua experiência possam ajudar nesta formação. Como? Precisamos avançar nesta discussão, primeiramente de forma interna dentro da LLLB, e depois levar adiante para pastores, para professores e para direção da igreja. Estaremos transmitindo tal missão a nossos novos dirigentes, e principalmente, estaremos presentes e dispostos a ativamente ajudar, sob sua liderança, avançar.

Um pedido muito especial a todos os irmãos leigos, tanto aqueles organizados em ligas em suas congregações, ou mesmo aqueles que não participam regularmente de reunião de leigos, e que já foi colocado a toda liderança da igreja: cuidem de nossas crianças, sim, dos pequeninos “… porque destes é o reino de Deus…”, eles são o futuro da igreja, e que logo, logo estarão à frente de muitas atividades, e precisamos formá-los bem para que não se afastem das coisas da igreja e principalmente de Deus. Aqui, no início da vida, fomos e todos serão moldados, como barro bruto que o oleiro trabalha. Ajudem as escolas bíblicas ou dominicais, esta ação sempre terá um resultado magnífico. Apresentem-se como voluntários e ajudantes, se não de outra forma, contribuindo financeiramente para as atividades e materiais a serem usados com os pequeninos. E também lembrar que, deste grupo, no futuro, poderemos estar garimpando vocacionados para o ministério da Palavra.

Por fim, um alerta a todos os leigos e a igreja. Cuidem da missão da igreja, e consequentemente nossa. A grande comissão. Administrem de forma honesta e inteligente, usem seus dons para que os recursos financeiros sejam bem aplicados, não fujam dos objetivos desta. Para quem administra, cuidado com as vontades humanas, com as vaidades. Sejamos humildes, e usemos os recursos para o bem da missão. Deus quer servidores e filhos fiéis, a serviço do seu Reino. Individualmente cada um tenha seu “livre arbítrio” mas na condução da igreja seja para o crescimento na fé de nossos irmãos e levar Cristo Para Todos. Para quem é membro desta igreja, não se exclua nem se afaste também das coisas administrativas, todos temos nosso quinhão e nossas vocações para ajudar. Estejamos atentos e participativos, é nosso dever.

Amigos, estaremos logo, logo juntos em grande confraternização, em conjunto de louvor e agradecimento, de testemunho, e então poderemos discutir sobre estes e outros assuntos. Vamos ser produtivos, respondendo ao amor de Deus.

Um grande abraço, incapaz de demonstrar o tamanho da satisfação de ter sido, junto com o grupo da diretoria, a liderança da LLLB neste biênio que hora termina.

Samuel Antonio Neugebauer, Presidente